lua cheia

lua cheia
Adormecendo nos braços do Oceano

domingo, 6 de setembro de 2009

AMOR E SOLIDÃO



A minha cidade tem dois rios, o Lis e o Lena. Estão representados, bem no centro da fonte luminosa, de mãos dadas, simbolizando o amor e a fertilidade. Dizem as "más linguas" que o escultor dotou o Lis com um orgão sexual demasiado volumoso para a moral e os bons costumes da época. Logo a censura o mandou "cortar"...ou seja reduzi-lo a um tamanho menos "provocante"...

Ontem á noite, enquanto esperava pela abertura do Teatro Miguel Franco, fui passear junto á fonte; para olhar o Lis e o Lena, de mãos dadas... e para pensar no amor...
Já em casa encontrei um mail que alguém me enviou. Dizem que é da autoria do Dr Flávio Gikovate, médico psicanalista. Partilho-o convosco:

"A ideia de uma pessoa ser o remédio para a nossa felicidade , que nasceu com o romantismo, está fadada a desaparecer neste inicio de século.
O OUTRO, com o qual se estabelece um ELO, não é PRÍNCIPE ou SALVADOR de coisa nenhuma. É apenas um COMPANHEIRO de viagem.
Muitas vezes pensamos que o outro é a nossa ALMA GÉMEA e, na verdade, o que fizemos foi INVENTÁ-LO ao nosso gosto.
Todas as pessoas deveriam ficar sózinhas, de vez em quando, para estabelecer um diálogo interno e descobrir a sua força pessoal.
Na solidão o individuo entende que a harmonia e a paz de espírito só podem ser encontradas dentro dele mesmo e não a partir do outro.
Nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém. Algumas vezes temos de aprender a nos perdoar a nós mesmos".


Vou á esplanada mais próxima tomar a minha dose matinal de caféina. Sem ela sou como um jardim sem flores.

Um bom domingo


7 comentários:

Zica Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zica Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
direitinho disse...

Olá bom dia
Passei por aqui e gostei das tuas ideias. Continuas com um estilo próprio, agradável e também crítico.
Gostei também dos comentários da Zica. Grande Senhora!
Mostra um conhecimento muito avançado de um - Curioso.
Não quero ser mais curioso do que isto, mas quero dizer-te que estas amizades são diamantes perdidos e que deverás cuidá-los e preservá-los com muito carinho.
São os amigos que caminham ao nosso lado e que carregam em silêncio e à distância o fardo das nossas preocupações e sonhos.
Voltando ao teu trabalho
Gostei desta foto nocturna e tambem da história relacionada com a estátua.
Sabia disso mas já estava no esquecimento.

Zica Cabral disse...

respondi-te no meu blog.....vai la ver
bjs Zica

Zica Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
f@ disse...

Olá José....

"AMOR E SOLIDÂO"
...
desculpa utópica para todos os males da alma..

... todos temos os nossos momentos + delicados...
olhar bem para o nosso interior é amor... porque nos ajuda e nos ensina e só assim ficamos + próximo de entender e amar...

Conheço a tua cidade e os rios mas não conheço a fonte... agora prometo que a próxima vez que fôr a Leiria espero encontra as coisas todas = e espero encontrar -te lá a olhar o Lis e o Lena na flor...

José na verdade Leiria é um castelo e eu adoro castelos...

!menso beijinho

uminuto disse...

bela imagem e um texto elucidativo
um beijo