lua cheia

lua cheia
Adormecendo nos braços do Oceano

domingo, 21 de fevereiro de 2010

ROSA VERMELHA



Amo-te nesta Ideia Nocturna da Luz nas Mãos

Amo-te nesta ideia nocturna da luz nas mãos
E quero cair em desuso
Fundir-me completamente.
Esperar o clarão da tua vinda, a estrela, o teu anjo
Os focos celestes que a candeia humana não iguala
Que os olhos da pessoa amada não fazem esquecer.
Amo tão grandemente a ideia do teu rosto que penso ver-te
Voltado para mim
Inclinado como a criança que quer voltar ao chão.

Daniel Faria, in "Dos Líquidos"

15 comentários:

toco te disse...

Não me tires a rosa,
a cor
nem as pétalas
nem o caule
nem as folhas quando ficarem amarelas
nem o poema de amor que vinha nos beijos
e no doce dos olhos
desfolho eu nos teus dedos o mimo do abraço

f@ disse...

Olá José,

O B ELO
da poesia e a rosa vermelha nessa !deia voltada para a luz das mãos
no poema de amor “dos Líquidos “ de DF

Sublime este post….
Parece mesmo que estás in love… deixas-me rir?

Estou a brincar, é linda a ®osa posso ficar com ela? Fica bem gira no salpicar-te… o pior é se a dona da rosa se zanga contigo e me mandas prender pelo furto….
Agora a sério
È lindo este post…

Beijinhos xigantes

prafrente disse...

F@

Obrigado pelo elogio.Também gostei do poema...e da rosa nem se fala.Fotografei-a eu, sobre fundo negro, para realçar a cor...e o sentido.Se te agrada assim tanto tens toda a liberdade para ficar com ela...garanto-te, com uma certeza absoluta, que a dona da rosa não vai levantar objecções e jamais pensaria em mandar-te prender por furto.

Beijinho

direitinho disse...

Bom domingo e muitas rosas destas a picarem-te as mãos.
Será que precisas de mais este suplício....?
Muitas vezes no vazio arranjamos cores que o amor não tem e quando o temos parece que não lhe atribuímos verdadeiras coordenadas.
Será assim...?


É bom amar assim perdidamente
Mesmo sem ter correspondente
Aquele amor que ama verdadeiramente
Também chora, sofre e sente

Um abraço fraterno

paula barros disse...

O amor e a ternura do esperar, do querer.

Aproveitei para ouvir melhor a música, vendo o rapaz tocar. E olhar as fotos na lateral do blog.

Bom dia, continue sonhando e realizando.

abraço de Recife. rsrs aqui já está quente 7h.

paula barros disse...

Ah! Li agora que você fotografou a Rosa, fui prestar atenção, e torna a imagem mais bonita.

f@ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
f@ disse...

Obrigada José... pronto levei a rosa para o sal p!car-te

Porque gosto do fundo negro no vermelho das pétalas e do laço de
r á f ! a assim solto na imagem do B ELO

Bom domingo obrigada

b
e
i
j
i
n
h
o

valvesta disse...

Linda forma de amar...
obrigada pelo carinho de sua visita, és sempre bem vindo.
Boa semana

paula barros disse...

Oi, tendo tido notícias das chuvas por aí, do frio. Li hoje no jornal do que aconteceu na Ilha da Madeira.
Aqui tem feito muito calor.

abraço

uminuto disse...

linda esta poesia...cheia de um vermelho que brilha ao luar
um beijo

Daniel disse...

Muito bonito!

Paula Raposo disse...

Um lindíssimo poema que escolheste! Parabéns!

uminuto disse...

e fica uma pétala solta ao vento e desejos de um bom fds
um beijo

paula barros disse...

Olá,

Podes dizer o que fazes na faculdade, ou os livros que vão prender sua atenção?

Aguardaremos um tempinho para nós.

abraços, tudo de bom!