lua cheia

lua cheia
Adormecendo nos braços do Oceano

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

CORAÇÃO


Nem só de colesterol "morre" o coração...mas também pela falta de estímulos positivos!!!
Seríamos mais felizes se as emoções, sobretudo as mais dolorosas, não fizessem parte das nossas vidas? Creio que não...
Uma boa semana

8 comentários:

mari (a)penas... disse...

Feliz ou infelizmente tenho que concordar contigo (se me permite este tratamente mais informal).

Na realidade, só quem sabe o que é um grande desgosto consegue dar-se a um grande amor. Coisas pequenas, gestos simples, banais para muitos, mas capazes de fazer toda a diferença!

Digo feliz ou infelizmente porque, se por um lado aprendemos mais sobre nós e sobre os nossos limites quando deparados com as emoções mais dolorosas e se conseguimos dar mais valor a certas coisas, por outro lado a felicidade não deveria passar por aí.

É por isso que o bem e o mal têm que estar sempre unidos, para que possamos ter a capacidade de escolher um caminho de vários. Por vezes cruzam-se e lá ficamos nós tristes, mas logo a seguir vem alguém ou alguma coisa que nos ensina de novo o caminho e nos põe um sorriso nos lábios.

As aulas vão bem. Enquanto não chegarem os exames vão sempre bem :p

E por Leiria?

Beijinhos

uminuto disse...

também acredito que não. a vida é feita de aspectos positivos e negativos, se assim não fosse os primeiros não seriam valorizados.
um beijo e parabéns pela foto

Miosótis disse...

Há coisas tão mais simples e inesperadas que nos "matam"...
De morte fulminante ou lentamente, o facto é que fica uma dor de morte.
Mas tens razão, a vida é feita de positivo e negativo...de bom e de mau...de risos e lágrimas...
E só assim aprendemos a fazer escolhas e a ter o discernimento suficiente para saber distinguir qual o caminho a seguir.
Lá diz o velho ditado: "Temos que aprender com os pontapés que levamos!"
Resto de boa semana.
Fica bem...
Beijo

PS: Desculpa a visita, mas se te for desagradável p.f. avisa. Tentarei entender!
Parabéns pelas excelentes fotos que por aqui tens publicado.

Daniel disse...

Apesar de ser difícil temos que nos manter numa linha vibracional positiva pois é melhor pra todos nós.

Muitas coisas apenas dependem da gente.

abs

mari (a)penas... disse...

Obrigado pelas partilhas! Tão querido o último comentário! Mas muito acertado, gostei muito!

Quanto ao direito da família é uma cadeira que também ainda não fiz :|

E o estudo continua...

E para te dar umas luzes sobre a minha terra, continua com a junta de freguesia confiada a um grupo independente, para grande tristeza minha. A câmara municipal continua do PS, para grande alegria minha, dado que temos um presidente que tem feito muito, tem dado muito, tem promovido muito e apoiado muito :)
Nos rios Tejo e Almonda continuam os trabalhos de limpesa e nas suas margens irão iniciar-se os projectos de "recuperação", de "restauro" para que se tornem locais atractivos e lúdicos para nós e para os que nos visitam.



Agora partilho contigo a teoria de
Friedrich Nietzsche, que estudei no secundário, e que creio adequar-se ao teu post. Encontrei este excerto na net, algures...

«Os pólos alternam-se nas vivências numa eterna repetição. Criação e destruição, alegria e tristeza, saúde e doença, bem e mal, belo e feio,… tudo vai e tudo retorna. Porém, esses pólos não se opõem, mas são faces de uma mesma realidade, isto é, um complementa o outro, são contínuos de um jogo só. Alegria e tristeza são faces de uma única coisa experienciada com grau diferente.»

Beijinhos

uminuto disse...

no trilho do coração sigo para desejar um bom fds

Zica Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
direitinho disse...

O colesterol mata que se farta.
Desta é que não tenho duvida.
As emoções também passam com a idade e os desenganos.
A vida tem altos e baixos.
Por vezes é bom passar fome para se dar o verdadeiro valor e sentido real do pão.
Outros dirão que a fartura é demais e por isso nunca apreciam o lado simples e bom das coisas.