lua cheia

lua cheia
Adormecendo nos braços do Oceano

domingo, 26 de abril de 2009

35 ANOS DEPOIS



Recordações....
Março de 1974. Guiné-Bissau. Quartel militar em Nova Lamego, chamada Gabú depois da independência. De vassoura em punho tentava dar uma aparência mais agradável áquela espelunca onde os nossos dois maiores inimigos eram o calor e os mosquitos.
35 anos depois.Em plena era tecnológica.A guerra pertence ao passado mas persistem em nós, ex combatentes, memórias traumáticas não resolvidas. Ainda nos falta fazer o luto das nossas perdas...para finalmente termos paz.
Não sei se alguma vez o conseguiremos...

8 comentários:

Estações da Vida disse...

Olá, José. Que coisa estúpida é esse serviço militar, não acha? Mais estúpida ainda, desumana, monstruosa é a guerra. Deveriam ensinar tudo isso na escola, ensinar a respeitar o espaço do outro, mostrar que somos seres humanos e precisamos viver bem com todos, em harmonia com o universo e com Deus, ensinar que a paz é o melhor caminho...Como dizia Gandhi: "A não-violência absoluta é a ausência absoluta de danos provocados a todo o ser vivo. A não-violência, na sua forma activa, é uma boa disposição para tudo o que vive. É o amor na sua perfeição". " O mundo está farto de ódio". Vamos viver em paz, com amor no coração. Beijinhos.

JC disse...

Temos e devemos saber enquadrar no tempo o problema da guerra colonial. Não foi só Portugal que teve esse problema. Países como a França, a Inglaterra e outros depararam-se com a mesma situação.
ituações que na maioria dos casos, essencialmente no ontinente Africano ficaram mal resolvidas e com marcas para sempre.
Um abraço

f@ disse...

São feridas mto sensiveis... que ao minimo toque provocam dor...

Agora a brincar...
lá porque andavas a varrer não precisavas vestir uma saia...

beijinhos

Zica Cabral disse...

pois é Zé. Esse luto nunca se fará decentemente enquanto não for realmente compreendido. E só que passou por todos esses traumas o pode compreender. Foi talvez a unica coisa boa da nossa revolução, acabar com a guerra. Mas não solucionou os problemas de fundo de quem la esteve.
Tiveste sorte de vir com vida.........dá graças a Deus por isso.

Quanto à primeira foto.........tu e a mania da limpeza!!!!!!!!!!! O pó é uma coisa saudável??? Quando é que vais compreender isso???
bjs
Zica

Zica Cabral disse...

Ai Zezito, agradeço-te imenso o teu cometario aos meus pobres versos mas, com tanto elogio ate fico corada!!!!!!!!!!!Ou será do Sol que tem brilhado forte nestes ultimos dias???Se calhar até é!!!!!!
Obrigado, pelas tuas palavras. Mas tu sabes bem que eu não tenho feitio para estar na fossa muito tempo. Faço os meus lutos e sigo em frente. Pode doer, pode demorar mais ou menos tempo mas ergo a cabeça.........sempre!!!!!!!
A angustia de uma incerteza permanece ainda mas ha coisas boas na vida e a tristeza nao leva a lado nenhum.
beijinhos
Zica

Estações da Vida disse...

Olá, José. A vida é assim mesmo: vamos aprendendo, com o passar do tempo, que somos seres bio-psico-sociais e cada um de nós é um mundo fascinante. Abraço amigo.

Miosótis disse...

Olá Zé!
Ainda estás zangado comigo?
E com o Mundo?
Não fiques, porque esta vida são dois dias...
E sobretudo há que saber perdoar e compreender que os tempos mudam de uma forma galopante. Eu sei que a maior parte das vezes não é para melhor, mas há que saber moldar as nossas bases e alicerçar as raízes em novas correntes, sem contudo perdermos os princípios que nos regem.
E isto tanto se adapta ao teu poste como ao triste episódio de terça-feira....
Vivemos em permanente mutação sem sequer dar tempo de curarmos feridas anteriores. Mas que fazer?
Dizem que o tempo cura tudo... e ele - o tempo - esse não pára!
Um grande beijo em ti

Fa menor disse...

Há realmente diferenças...
mas...

hoje também há um lado negro!

Bom fim de semana

Bjs