lua cheia

lua cheia
Adormecendo nos braços do Oceano

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

EMOÇÕES DE PAI

17 Agosto de 1984

Parque Denantou-o nome é mesmo esse-nas margens do lago Léman, junto ao porto de Ouchy.
Á exuberância do meio envolvente junta-se a beleza natural de uma criança de 6 anos, feliz por ter ido á Suiça visitar o pai. Na sua inocência despreocupada não cabia a ideia de que em breve estaria de novo naquele comboio que, partindo de Lausanne, era a cada segundo que passava, um ponto que desaparecia do meu horizonte visual...enquanto o meu braço ainda se agitava num adeus sem fim e os meus olhos se enchiam de lágrimas.
Tempos difíceis...
Hoje a Sívia completou 30 anos...e continua encantadora, sobretudo de coração.

PARABÉNS filha. Muitos beijinhos

13 comentários:

claras manhãs disse...

Parabéns Pai babado e Parabéns à Silvia.
Diz-lhe, que começa agora, aos 30, a fase mais rica, mais cheia de plenitude da Mulher e que se prolonga até aos 50.
Que tire bem partido dessa fase, são os meus votos.

beijinho

Maresia disse...

Parabéns a ambos! O meu pai fez ontem 68... Escorpiões...

Shanti disse...

Ayyy amigo lindo felicitaciones....te siento el corazón arrugadito de nostalgia, de amor, de recuerdos y vivencias.

Hermosa fotografía

Te dejo besos

Shanti disse...

Ah por cierto no se que plato de comida es lo que está al final de tu blog...me gustaría que me dijeras que es, pero el guiso se ve divino jajajaja

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Para os pais os filhos jamis crescem. Tenho 45 anos e o meu pai me acha até hoje um menininha, até um bebê.
Amigo, ainda não me recuperei do baque. Para espantar o laivo de tristeza, fiz postagem hj, sábado, sobre um filme bem atual e gostaria que você fosse ao meu Blog e me desse a sua opinião.
Um abraço,
Renata

direitinho disse...

Sei que a tua menina é linda e mais ainda por ser tua amiga.
Dei tudo o que podia aos meus filhos e só lhes peço que sejam meus amigos. Hoje recordo muitos quadros bonitos em que eles me deram tantas provas de amizade que cheguei a pensar que talvez não merecesse tanto.
Que Deus dê muitos anos de vida e muita vida aos anos da Silvia

Anónimo disse...

meu amor, já te dei os parabéns em pessoa e à Silvia tb, mas deixo-os aqui mais uma vez. Ela é linda (e com 6 anos era mesmo amorosinha) e a melhor filha que poderias ter, amiga, confidente e muito inteligente. Que Deus a conserve ao teu lado mesmo se estiver longe
Um beijão enorme meu amor.
Amo-te

direitinho disse...

Então como vai o Pai da menina Silvia?
Agora só tens olhos para os livros e pouco tempo terás para o resto da tua vida social. «Te cuida amigo» Os livros são importantes, mas existem outros valores na nossa vida que não devemos descurar. Não pretendo tirar-te essa coragem nem tão pouco desviar-te para coisas sem interesse, mas tu sabes bem as tuas limitações e nunca esqueças que a saúde está primeiro.
Um abraço com o desejo de que tudo corra conforme desejas











'

f@ disse...

Amor de pai é belo demais...
parabéns e
beijinhos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Pai babão:
Ontem foi a minha audiência do processo que movi contra o meu editor que me deve muito dinheiro, mas caí em contradição, estou péssima. Dormi até a 1 e meia de amanhã, levantei-me e tomei uma dose considerável de barbitúricos para dormir. Como não consegui, fiz um post. Gostaria que fosse apreciá-lo. É uma maneira de ter os amigos perto de mim.
Um beijo,
Renata

mdsol disse...

Muitos parabéns ao pai e à Sílvia!
:))

(como vai essa vida de caloiro?)

Estações da Vida disse...

Olá, José. Vejo que você tem muito bom gosto, até na escolha do nome da Sílvia. Esse nome - Sílvia: Latim, da floresta, da selva. Revela paixão pela vida e a vontade de assumir tudo o que contribua para aumentar a felicidade humana.Sílvia, felicidades! Abraços.

Sylvia Narriman

Estações da Vida disse...

Como vai o pai da Sílvia? Como estão seus neurônios? Pois é, meu amigo, exercitar o cérebro ajuda a evitar a perda da memória na velhice. LER, LER, LER - essa é a ordem! Parece que estamos no bom caminho...Abraços.

Sylvia Narriman