lua cheia

lua cheia
Adormecendo nos braços do Oceano

sábado, 7 de junho de 2008

EMOTIVIDADE FUTEBOLÍSTICA


Olá
Antes de mais o meu obrigado a todos os que deixaram mensagens, no meu blogue, durante a minha ausência.
Leiria, hoje, é uma cidade quente.Não só pela X Feira do livro e manifestações culturais adjacentes, que animam a praça Rodrigues Lobo, como também pela canícula de Agosto, que em Junho se faz sentir.Confesso que não morro de amores pelo calor. Como diz o povo "cada burro tem a sua mania". Eu não sou excepção é regra...
Falemos então de outra coisa.Da foto que coloquei na mensagem. Não, não é o estádio de la Maladière, em Neuchâtel, onde a nossa selecção fez alguns treinos, nem o de Genève onde vai ter o primeiro combate com a Turquia. É o Magalhães Pessoa, na cidade do Liz.
Foi estreado com o Euro 2004; ainda cheira a novo.Projectado para acolher 30.000 espectadores, consegue a "proeza"de receber uma infinitésima parte desse número.Com isso eu confirmei um velho aforismo popular "ter mais olhos que barriga. Aprendi igualmente que as moscas também gostam de estádios de futebol.
Portugal, neste momento, vive uma emotividade futebolística, que eu chamaria de colectiva, se nela me sentisse incluido.Mas não sinto.
Causa-me estranheza, diria mesmo "horror", ver o tal autocarro, que sai do centro de estágios, movido a energia positiva...com uma canção de fundo cantada em inglês. Será que o país de Sua Majestade patrocionou a nossa participação, neste grande acontecimento desportivo, e Portugal teve de encontrar uma forma de lhe demonstrar a nossa gratidão?
Não me move qualquer animosidade contra o futebol em si.Mas sim contra a disproporcionalidade das nossas prioridades, das nossas lutas, das nossas opções colectivas.
Não me causa qualquer sentimento de orgulho, enquanto português, que a maior referência que os outros países tenham sobre Portugal, seja o futebol.
Quando o nosso país decidir unir-se e empenhar-se na luta por uma maior literacia, melhor desempenho da justiça, mais qualidade na saúde, mais educação e cultura, menos pedófilia, menos alcoolismo, menos violência doméstica, com o mesmo entusiasmo que dedica ao futebol, então eu colocarei, não uma, mas uma dúzia, de bandeiras nas minhas janelas, com o vermelho da luta e o verde da esperança.Aí sim, sentirei muito mais orgulho em ser português. Continuarei a gostar de futebol mas não farei disso uma condição "sine qua non"para me sentir de bem com a vida...
Curiosidades: Neuchâtel, onde se encontra hospedada a nossa selecção, é a capital do cantão suisso, com o mesmo nome.A segunda cidade é La Chaux-de-Fonds. A língua é o francês, falado por 18% da população suissa.
A sigla CH, que identifica a Suissa, significa Confédération Helvétique (Confederação Helvética).
Pessoalmente não conheço Neuchâtel. Vivi em Lausanne, capital de cantão de Vaud, muito perto do estádio Olimpico de la Pontaise e relativamente perto da sede do Comité Olimpico Internacional.
Vou terminar, ao som de Andrea Bocelli...maravilhoso...
A minha filha foi passar o fim de semana com a mãe. Vou aproveitar para ir ver Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal...ando a precisar de emoções fortes...
Até breve...

7 comentários:

mghorta disse...

Uma verdade partilhada, pois até parece que não tem crise por aqui, toda a gente corre atrás de uma bola, colocam o Caravajo do Scolari no pedestal, e ainda tudo é rosas.
Gostei do espaço, parabéns e obrigado pela sua visita na outra página.

Êxitos. :-)))

inespimentel disse...

Cem por cento de acordo consigo!
Se ponho o sentido crítico à solta só me apetece perguntar à cambada de portugueses que acompanha de modo exacerbado o futebol quando é que começam a levar este espírito nacionalista a sério e pensam mais no futuro colectivo dos portugueses em geral e menos no futuro e na vida pessoal dos jogadores da selecção.
Ah e os megalómanos estádios, sim, fui eu e você que os ajudámos a pagar, não foi?
PS só em situação de catástrofe me imagino a lá entrar.

prafrente disse...

Para inespimentel

obrigado pelo seu feedback.Fiquei surpreedido.A sua serenidade superficial escondia uma enorme insatisfação interior.E todos temos direito á indignação...

Gostei. Volte sempre

Lyra disse...

Concordo plenamente!

Beijinhos e até breve.

prafrente disse...

Lyra

Tudo bem?

Força

Beijinhos

LUA DE LOBOS disse...

uma salva de palmas para este artigo de opinião?
e falando em bom português - será que Portugal pode ser reduzido a um futebol???
não incomodem mais.
xi
maria de são pedro

Zica Cabral disse...

eu não tenho nada contro o Jogo em si - refiro-me ao football - mas sim contra tudo o que lhe está associado, incluindo a construção de estadios monumentais para moscas de selecção, nun país à beira da ruina onde há gente que passa fome etc etc não me vou alargar com isso.


tb gosto de Andrea Bocceli e do Indiana Jones...............